Espiritualidade 

 Espiritualidade Integral

 

ECO-EspiritualidadE: POR UMA ESPIRITUALIDADE ECOLÓGICA E INTEGRAL

 

​A Christe possui como pilares fundamentais:

- a preservação da natureza;

- o cuidado do ser humano em sua integralidade;

- a promoção de uma sociedade mais cidadã, mais justa, igualitária e pacífica, ou seja, sustentável.

 

Essa visão integral da vida (natureza, humano e sociedade) e a relação de conscientizar para atuar no cuidar e não oprimir, é o que denominamos Espiritualidade Ecológica Transformadora. Eco-Espiritualidade é o modo de vida que reconhece tudo como sagrado e que se faz dom para cuidar e manter a vida mais justa, compassiva, e assim, mais sustentável para as próximas gerações.

 

Dentro de sua visão de Espiritualidade Integral, a Comunidade Christe desenvolve ações que preservam a Natureza, que cuidam e fazem o Ser Humano conscientizar-se e trabalhar para a promoção de uma Sociedade mais humana e fraterna.

 

Dois são os nossos imperativos para o novo tempo: o ideal da unidade-respeito e o ideal da ecologia-sustentabilidade. Não é mais possível, em pleno século XXI, que o humano continue a viver irresponsável e agressivamente, impondo dominação, exploração, preconceitos, escravidões de pessoas e devastação da natureza.

As relações sociais, as economias e o consumo devem se renovar, tornando-se compassivos, sustentáveis e integradores. Devem respeitar e preservar os seres humanos, as minorias, e assim, o planeta com seus ecossistemas (naturais, individuais e sociais) e lutar contra tudo o que fere, oprime e destrói a vida. Principalmente, contra tudo o que lança e mantém milhares de pessoas escravizadas vivendo na pobreza e sem dignidade humana. Essa é a verdadeira questão ecológica e sustentável.

 

As religiões não devem ser alienadoras das mentes e das realidades sociais, individuais e ambientais. Devem ser conscientizadoras, tolerantes, não beligerantes, promotoras de paz e contra as guerras e verdadeiramente a favor das liberdades e da Justiça. Quando falarem em nome de Deus, devem incluir e ser, na prática, humildes, servas e fraternas. O novo mundo deve ser macro-ecumênico.

O homem, suas sociedades e culturas devem ser menos dominadoras e agressivos. O caminho é a conversão das mentalidades, o diálogo macro-ecumênico e inter-religioso e a cooperação e o trabalho para a construção de um mundo mais consciente, humano e de Paz.

Pensamento Christe:

"O orgânico prefigura o espiritual. Contudo, mentes condicionadas como as de hoje não conseguem aceitar facilmente um novo ponto de vista. Isso as obrigaria a uma reconstrução de sentido e as levaria a deixar o conforto e a passividade, assumindo uma nova mentalidade.

Hoje, a vida exige novas compreensões e atitudes. O Sagrado está na vida, na natureza, e está profundamente conectado com mentalidades não fechadas, não preconceituosas, não machistas, não egoístas, não materialistas, não consumistas, não beligerantes, não fundamentalistas, mas pacíficas, abertas, compassivas, corajosas, solidárias e contemplativas. O verdadeiro homem é um ser contemplativo, e não um cego para a sua própria natureza.

Precisamos de uma nova mentalidade onde o humano se perceba, assim como Deus, também um criador e mantenedor da vida. O mundo é construído pelo homem num processo dinâmico, incessante e interativo. Todos são chamados a participar e assumir as responsabilidades que isso implica. No momento atual estamos vivendo e nos comportando de uma forma que torna insatisfatória a qualidade da vida e põe em risco a própria existência dela. Estamos destruindo o planeta com o nosso modo de consumo, de produção, de alimentação, de religião, de mentalidade e de conhecimento parcelado desconectado do todo da vida.

A responsabilidade pela mudança cabe a nós, a todos nós, começando por mim e por você."

 

maxresdefault.jpg