“Nada existe em nossa natureza que não possa ser transformado.” 

Bede Griffiths

 

Meditação na Tradição Espiritual

 

A grande Tradição do Cristianismo também possui o seu Caminho de Meditação. Jesus meditava. Maria meditava. Seus discípulos e discípulas meditavam. Os santos e santas meditavam, a exemplo de Santa Teresa e São João da Cruz e Meister Eckhart. O Monge Cassiano, no século IV, ensinava aos seus discípulos a arte da meditação, da atenção e da oração centrante, da contemplação como caminhos de cura e da União com o Sagrado.

 

A Comunidade Christe por ser uma comunidade de vida espiritual, transmite variadas formas e técnicas de meditação, dentre elas, formas para pessoas que desejam conhecer e redescobrir a Tradição Meditativa do Cristianismo. Transmite, também, as técnicas para pessoas de outras religiões ou sem religião que têm anseio de aprender e praticar com disciplina e alcançar saúde mental, emocional e espiritual.

 

Promovemos:

- grupos semanais de meditação nos bairros;

- encontros de formação em hoteís e pousadas;

- encontros meditativos na Cappella Christe e no Centro Ecumênico;

 meditações guiadas ao ar livre: em praias, praças, em trilhas no meio da natureza, como nas terras do Mosteiro Christe, entre as montanhas.

 

Em um lugar ou no outro, todos são chamados a praticar a arte milenar da meditação e do silêncio contemplativo.

 

Benefícios da Meditação Christe

A meditação cristã tem como objetivos recuperar a mente e curá-la, trazer paz ao coração e gerar a união profunda com a Pura Presença de Deus.

 

Há evidências crescentes de que a meditação pode gerar efeitos benéficos à saúde. Os cientistas de várias Faculdade de Medicina no Mundo estão tentando entender como essas práticas afetam o corpo fisicamente. Estudos recentes relatam evidências de alterações moleculares específicas no corpo após um período de meditação contínua.

 

Depois de oito horas de prática, pessoas que meditam mostraram uma gama de diferenças genéticas e moleculares, incluindo níveis alterados de regulação gênica e níveis reduzidos de genes inflamatórios, que por sua vez se correlacionam com a mais rápida recuperação física em situações de estresse.

Assim, a meditação reduzindo o estresse, provoca mudanças na estrutura do cérebro. As conexões entre os neurônios torna-se maior. Ambos os hemisférios cerebrais são equilibrados.

A Prática da meditação estimula a glândula pituitária, também chamada de glândula mestra, que secreta hormônios que controlam o funcionamento das demais glândulas. Estimula, também, a glândula puineal que funciona na regulação dos chamados ciclos circadianos, que são os ciclos vitais (principalmente o sono) e no controle das atividades sexuais e de reprodução. A partir daqui todos os estímulos são enviados perfeitamente ao nosso sistema endócrino, que tem a capacidade de regenerar e rejuvenescer nosso corpo. Todas as nossas glândulas e órgãos internos trabalham melhor. 

Se mantivermos uma meditação diária de, pelo menos 20 minutos ou meia hora, vamos evitar o estresse, o colapso de nosso sistema imunológico e, assim, o desenvolvimento de muitas doenças do corpo e da mente.

 

Além dos benefícios para a saúde mental e corporal, o Caminho da Meditação promove também a recepção das energias crísticas que estão na natureza. Não há nada no universo que não contenha a Presença do Cristo. Quando meditamos, somos cheios de Sua Presença e energias divinas passam a curar o nosso ser e promover plenitude existencial. Rios do Amor Divino fluem do nosso interior como energias de bondade, compaixão e paz e curam também o mundo, marcado pelo desamor, ódio e egoísmo.